Tânia: atriz, leal, questionadora, sincera, irônica, exigente, fácil, radical, sensível, dura, intensa, controladora, generosa, egoísta, protetora, desapegada, aberta, ermitã, sensata e aventureira. "Sou todas em Uma" BEM VINDOS!


5 de fev de 2011

QUER CASAR?

Estou lendo o livro: “Comprometida” de Elisabeth Gilbert: a mesma autora de “Comer, Rezar, Amar”. Nesta obra, ela faz um olhar analítico do ritual casamenteiro nas várias partes do mundo por onde andou... Análise brilhante! São 236 páginas de pensamentos; nada de diálogos... Corajosa, ela! Pode parecer cansativo; sei que muitos não gostam desse estilo e confesso que não é meu estilo preferido. Mas o apelo do nome da autora foi mais forte, tinha lido seu livro e visto o filme com - o nada menos que fabuloso - Javier Bardem e a moça do sorriso iluminador, Julia Roberts. Estou adorando! Já reli (e sublinhei) vários trechos... E nem ainda terminei o livro. Sabemos que quase – eu disse QUASE – todos querem casar-se. Mulheres sonham com igreja, véu, vestido branco com direito à cauda, damas de honra, tapete vermelho, dúzias de padrinhos, (horror!) carruagem, e claro, o famoso príncipe encantado sorridente aguardando no altar a entrada triunfal da noiva... Mas, quantas vezes o dito cujo acaba transformando-se em sapo verruguento? A ex-princesa, agora já menos brilhante e mais “cheinha”, segue aprisionada em sua rotina segura e desfigurante... Quando isso acontece, não deixa o marido porque “ruim com ele, pior sem ele”, como diziam nossa avós, mães e até algumas mulheres letradas de hoje. No livro, trechos que chamaram minha atenção e nos quais nunca havia pensado: - “o casamento beneficia menos as mulheres do que os homens; - para os homens é benéfico casar, pois eles têm melhor desempenho profissional; - vivem mais que os solteiros; - sofrem menos de alcoolismo, vícios de drogas e depressão do que os solteiros”. JÁ AS MULHERES CASADAS... - “não vivem mais do que as solteiras; - não acumulam tantos bens; - recebem salários mais baixos; - não progridem tanto na carreira profissional; - são menos saudáveis do que as solteiras; - têm probabilidade maior do que as solteiras de sofrer de depressão e de serem vítimas de violência e até de morte violenta”. A causa mais provável disso tudo? Surpresa...O casamento e o príncipe encantado! Se tudo isso já é pesquisado e sabido no mundo todo, porquê a grande maioria das mulheres, muitas delas cultas, lidas, inteligentes e bem sucedidas profissionalmente, quer casar? orque o casamento lhe dá o título de “eleita”, de “vitoriosa”. Se o sujeito em questão era galinha, o troféu parece ser maior e mais dourado... É na esperança de encontrar O AMOR que mulheres (repito, inteligentes!) do mundo inteiro, desde as adolescentes até as já entradas em anos, fazem simpatias para o coitado do Santo Antonio... Outro dia recebi um mail de uma amiga com mais de 40 anos. Elegantérrima, profissional bem sucedida, dona de seu carro, de seu apê, de seu tempo e de seu nariz. Pode sair, ir pra onde bem entender, fazer o que lhe der na telha e voltar quando quiser. No tal mail, mais uma simpatia e uma súplica final: “NÃO QUEBRE A CORRENTE, PASSE ADIANTE. A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE”. Quebrei a corrente. Deletei. Apaguei. Desfrutem, vivam a liberdade e se forem capazes, mantenham as cuecas deles na cadeira do quarto. No dia que a cueca passar pra gaveta, o mais provável é que quem vá lavar, estender e guardar seja a esposa. Porquê deletei o mail? Porque desejo ardentemente que minhas amigas morram bem depois dos seus homens, do casamento e do elevado índice de divórcios. “A taxa de divórcios no Brasil subiu 200% entre 1984 e 2007, segundo dados da pesquisa "Estatísticas do Registro Civil 2007", divulgada nesta quinta-feira (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE). No período, o índice passou de 0,46 divórcio para cada grupo de mil habitantes para 1,49 divórcio por mil habitantes. Em números absolutos, os divórcios concedidos passaram de 30.847, em 1984, para 179.342, em 2007”. (Fonte G1 Globo.Com) Se fosse algum tipo de comida ou esporte, já teria sido proibido. Do fundo do meu coração, desejo que todos encontrem o sonhado AMOR e (com ou sem casamento), que se optarem por juntar as escovas de dentes, que escolham alguém que não sufoque, não reprima e nem solte demais. (Quem ama cuida!) Que respeitem privacidade, as amizades e a sagrada necessidade de alguma liberdade! Que haja entre o casal toneladas de cumplicidade, parceria, tolerância, confiança, tesão e excelente papo... Mas BOM PAPO MESMO! Porque quando se passarem os anos, só vai restar isso, o que não é pouco: bom papo, carinho imenso e o respeito mútuo. FELICIDADES! _________________________________________________________

2 comentários:

  1. Simplesmente sensacional...curtindo demais teu blog...
    Já era sua fã...agora então...Tiete eu diria...
    Bjs mil...

    Monica

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga querida...
    Tu além de cada dia mais LINDA, consegues ser inteligente e encher o ego dos amigos...
    BEIJÃO!

    ResponderExcluir

Olá!
Por favor sinta-se livre para comentar!