Tânia: atriz, leal, questionadora, sincera, irônica, exigente, fácil, radical, sensível, dura, intensa, controladora, generosa, egoísta, protetora, desapegada, aberta, ermitã, sensata e aventureira. "Sou todas em Uma" BEM VINDOS!


24 de mar de 2011

PROXIMIDADE...

Depois de muitos anos, aprendo que
quando admiramos muito alguém,
é melhor manter alguma distância!

A aproximação, muitas vezes,
traz grande decepção.

Prefiro de agora em diante,
manter a inocente ilusão da "perfeição".

Mas...viva a AMIZADE!
_________________________________________

18 de mar de 2011

Meu amicão preferido


“MEU ÚLTIMO AMOR”



Muitas pessoas dizem que cachorro é um “animal” de pouca personalidade, que é muito submisso, que da muito trabalho e tal...
Que “se morrer vai se sofrer muito, então melhor nem ter”...
Sou daquelas que prefere sofrer por haver amado!


Que AMOR não da trabalho?!
O convívio (com qualquer afeto) vai reforçando dia a dia a amizade, a lealdade...
O elo firme que se estreita mais e mais.


A dependência... Gosto dessa “dependência” que o afeto necessita.
Gosto de saber que sente minha falta e me espera.
Gosto de saber que dependo também de seu carinho e que o espero ansiosamente quando vai pro banho.


Tenho ciúmes se sai pra passear com outras pessoas!
Fico contando os minutos, pois egoísta e neuroticamente, acho que só eu o cuido direito.
E se outro cachorro o morder? E se machucar a pata num espinho?
E se não cuidarem direito e por descuido soltar a guia e ele atravessar a rua e for atropelado?! E se MORRE?!
Uma parte importante de mim vai morrer.
Morrer sofrendo muito.


Sempre fui cachorreira.
A alegria do abraço, a confiança absoluta, os papos que trocamos, as confidências seguras... Meu entender seu olhar e sacar na hora o que ele deseja; água com cubos de gelo coloridos? Mais comida? Quer um passeio fora de hora só porque deu vontade de ver o mundo mais de perto e quem sabe latir pra alguns parentes? Dou o que quiser.


Se adoece, meu emocional adoece junto.
Deixo de sair pra cuidar, medicar e vigiar.
Abro mão de festa, de amigos, de família.


Já tive vários cachorros que deixaram lembranças lindas... Cada um deixou lembranças lindas e inesquecíveis.


Passei anos sem cachorro, mas faz alguns anos, senti os braços vazios e meu coração mais frio e fui à caça. “Não passo mais um dia sem cachorro!”


E entrou em minha vida Euclides Bertoldo, em homenagem a Euclides da Cunha e Bertold Bretch.

Nome completo: EUCLIDES BERTOLDO CAVALHEIRO. Um maltês em forma de bola branca e peluda, que cabia na palma da mão. Tinha 45 dias.
Olhei quando me mostraram e desdenhei: “isso nem cachorro é”.
Ele caminhou titubeante ainda, caiu, rolou e claro, meu coração se enterneceu.
E na hora de escolher sua cama, seus pratos e brinquedos, me apaixonei.


Chegando em casa, Euclides suspirou como quem finalmente chega ao lar e dormiu placidamente dentro de minha pantufa.
Começou aí a mais bela amizade que já tive em minha vida com um ser “não humano”.


Canceriano de 25 de junho; sensíííível, temperamental, rancoroso (por pouco tempo), muito decidido sobre o que queria e sobre que não queria e de quem gostava ou não
Espaçoso, como bom canceriano.
Não sei se ele era “meu”, mas eu passei a ser dele.


Meses depois, veio Olívia, outro grande amor. Juntos, tiveram 4 filhos lindos!
Olivia se foi aos 6 anos de idade, vítima de epilepsia.
Como sofri!...Quando sofro, faço de conta que é um furúnculo: mergulho na minha dor e espremo até sangrar.


Meu amor com Euclides durou 10 maravilhosos anos.


Um dia acordei, fui fazer o primeiro dos muitos carinhos do dia e recuou a carinha. ESTRANHO!...Cheguei mais perto, deitou o rosto em minha mão, gemeu... me apavorei!


Nesse dia começou uma saga por vários veterinários e muitos exames.
Nenhum descobria o que meu filhote tinha...
Piorava a cada dia, negava passeio e até mamão, sua fruta preferida.
Dias bons, outros com sintomas de dor e eu na correria atrás do diagnóstico correto e da cura.
Certo dia, teve uma hemorragia nasal, deitado no meu pé, (como sempre) e aí meu pavor cresceu.
Eu sabia que ele tinha alguma dor e isso eu não podia suportar: a dor deveria ser em mim; não nele!


Depois de três meses de busca incansável, a moça que lhe dava banho achou uma bolinha no meio dos olhos.
A veterinária me sugeriu consultar um oncologista... Pavor... ISSO NÃO!


Feita a biópsia, foi constatado um tumor no osso do nariz.


- ‘Vamos operar hoje?
- Não há o que fazer.
- Dói? Sim; muito.
“Algo – qualquer coisa -temos que fazer”!
Ela foi muito querida, afetiva e sincera...
- "Tempo de vida?
- Máximo 3 meses"...
Saí de lá paralisada.
Não sei como dirigi até nossa casa...


Mais passeios, comidas que gostava e (parecia impossível) mais amor ainda do que antes. Ele adorava chocolate maio amargo, brócolis e bife cortado bem fininho. E eu dava tudo.


Com analgésicos, viveu mais 29 dias BEM.


Madrugada.
Acordo pra beber água, ele teve uma convulsão e nesse momento ficou cego.
Os analgésicos já não surtiam efeito?!
Liguei pra veterinária e decidi acabar com nosso sofrimento.
Não era justo eu querê-lo ao meu lado mais 15, 20 dias com ele sofrendo...


Às 17 horas do dia 17 de abril fechou os olhos pra sempre no meu colo.
Comendo chocolate meio amargo em quantidades que eu jamais permitiria.
Foi “rápido”. Adormeceu pra sempre no meu abraço.


O paletó do terno de meu filho Marcelo foi pro lixo.
Nenhuma lavanderia conseguiu limpar a lapela onde me agarrei depois.
Cavei seu túmulo com minhas mãos e o enterrei entre duas acácias num templo, envolto em meu lenço. Um que ele gostava de mordiscar... Afinal, tudo aqui era dele.


Passei 3 dias movida a pranto, whiskie e calmantes.
E jurei jamais voltar a ter cachorros. Cada canto da casa tinha sua marca, seu cheiro.
Eu ouvia seus sons. Seus passos atrás de mim.


Um ano depois, me deram uma poodle que “aceitei” por uma semana e depois a dei; senti que eu estava traindo Euclides.

Passou-se mais um tempo e adquiri (sob pressão) um lhasa. Fofo, vesgo, e com vitiligo.
Achei que ia me apaixonar... não consegui e busquei alguém que lhe dê o amor que merece.


Então meu coração mudou? Secou? Fechou?


Já dei e recebi tanto amor!... Pra que querer MAIS?
Meu coração está pra sempre ocupado e em paz, pleno e com maravilhosas lembranças.


Porquê escrevi isto?
Porque esta noite sonhei com ele. Estava deitado ao meu lado, sorrindo pra mim...
Finalmente estamos em PAZ.

_____________________________________________________________________





13 de mar de 2011

PROPAGANDA DE REMÉDIOS ?!



Vivemos num mundo onde uma das maiores recomendações médicas é:



Não se auto medique”.


Certo?...Certo.


Então, alguém me explique, por favor, porquê é permitida a propaganda de remédios!


Médicos que atendem pacientes e medicam, não precisam disso,
já que recebem quase que diariamente, a visita de representantes de laboratórios... O assédio aos médicos é terrível!


Então a propaganda é pra quem ?!


Quando aparece na TV, surge bem rápido no final, numa tarjinha minúscula abaixo a seguinte legenda:


- “Se persistirem os sintomas, procure seu médico”.


Ou então...


- “Este medicamento não é recomendado em suspeita de dengue”.


CARACA... A grande maioria da população, se tem:


dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e/ou vermelhidão no corpo, vai logo tomando AAS...
O que pode causar hemorragias: nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas em caso de dengue!
Só que gente leiga, não distingue resfriado de dengue!


Está com ardência no estômago, azia, sensação de má digestão? “Tome...” Vá tomar vergonha na cara!


Muita gente toma o remédio que fez bem pra vizinha, pro cunhado, pra sogra do conhecido; em cada armazém ou corredor de supermercado existem 20 “médicos” receitando.
Não deveria, mas acontece.


Aquele “bálsamo” que se passa no peito de crianças com tosse pode causar alergias, até parada respiratória, sabia?


A propaganda de medicamentos não deveria ser permitida!


Assim como propaganda de governo, prefeitura, etc...
O que estes fazem de melhorias nada mais é que sua OBRIGAÇÃO. Para isso pagamos impostos, ok?


Vereadores perdem seu tempo – E NOSSO DINHEIRO – aprovando leis que determinan qual o prato típico de certa região...


Certas coisas não entendo e acho que não vou entender nunca.


Duvido que alguém me faça mudar de idéia...


ANVISA já avisa:


Propaganda de remédio faz mal à sua saúde”!













10 de mar de 2011

CHUVA

Assim vejo Porto Alegre da minha janela agora...

E chegou a bençoada chuva prateada!
O ar estava pesado...céu carregado.



Chuva veio mansa e tranquila, sem trovões; prenúncio de paixões, sem raios iluminando o céu... Gosto de chamá-la  assim: "chuva" e não a chuva. Dou-lhe nome próprio do que já é.

Gosto de raios, relâmpagos e trovoadas!
Me faz sentir a energia mais "viva", me arrebata, me da vontade de cometer loucuras e querer me misturar com as gotas...


Que lave nossa alma e regue as flores interiores!


Obrigada, São Pedro!
(Ou é Netuno virado de cabeça pra baixo?)
________________________________________________________

DEBATES "SESSÃO DA CLASSE" discute "O Sucesso"

O QUE: ciclo de debates “Sessão da Classe” discute O Sucesso.


No dia 14, presença de Airton de Oliveira, Daniel Colin, Eva Schul, Patricia Fagundes e Zé Victor Castiel. No dia 15, Alexandre Vargas, Camilo de Lélis, Hamilton Leite, Marcelo Adams e Roberto Oliveira. Mediação de Renato Mendonça.

QUANDO: dias 14 e 15 de março, às 20h

ONDE: no Teatro Renascença (Erico Verissimo, 307, fone 3289-8067)

QUANTO: Entrada franca

Teatro e dança gaúchos debatem o que é sucesso

Encontros serão dias 14 e 15 de março e terão participação do público via internet

O sucesso se mede por critérios estéticos ou de bilheteria?

Comédias são a maioria entre os espetáculos de sucesso de público.
É possível fazer sucesso sem usar o humor?

O Em Cena e o Porto Verão Alegre reúnem grandes públicos, em boa parte espectadores que não frequentam as produções locais no resto do ano.
A política de grandes eventos é a mais certa?

Estas são algumas das perguntas a serem respondidas nos próximos dias 14 (segunda-feira) e 15 (terça-feira) de março, às 20h, no Teatro Renascença, quando criadores do teatro e da dança gaúchos estarão reunidos para a primeira edição do projeto “Sessão da Classe”.

No dia 14, a discussão estará centrada na pergunta “O que é Sucesso?”, com a participação de Airton de Oliveira, Daniel Colin, Eva Schul, Patricia Fagundes e Zé Victor Castiel.
No dia 15, Alexandre Vargas, Camilo de Lélis, Hamilton Leite, Marcelo Adams e Roberto Oliveira irão

debater “Como Fazer um Sucesso”. A entrada é franca.

O público que não for ao Renascença poderá participar em tempo real das discussões por meio de perguntas e comentários postados no Facebook e no Twitter.

“Sessão da Classe” é uma promoção da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), via

Coordenação de Artes Cênicas, com curadoria de Renato Mendonça.
________________________________________________________________

7 de mar de 2011

FELIZ DIA DA MULHER ?














De nada adiantou queimar soutiens...

"História do dia 8 de março No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve.
Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.


A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas".

(Fonte: Sua Pesquisa)

Então...
No dia em que não existir mais a castração feminina;
No dia em que não existir mais o abandono de idosos;
No dia em que não existir mais o abuso sexual de menores;
No dia em que não existir mais a agressão sexual;
No dia em que nenhum “homem” tiver o direito de mutilar sua esposa;
No dia em que nenhuma mulher seja explorada para comer...

No dia em que NENHUM SER HUMANO passe por nenhuma dessas aberrantes humilhações, então sim será FELIZ DIA!

Enquanto as mulheres ganharem salários 30% mais baixos que os homens...
Enquanto algumas mulheres acharem que são famosas só porque são “gostosas” e sabem mostrar a bunda...

Enquanto algumas mulheres acham que ser inteligente é “dar à vontade”...
Enquanto a humanidade não for mais humana, por favor, me poupe do:
 “feliz dia internacional da mulher”.
 
Obrigada.
__________________________________________________

3 de mar de 2011

OSCAR 2011

 





Mais uma entrega de Oscar aconteceu.
Sim, porque Oscar "acontece"; não passa.
Já que, na medida do possível, assisto todos os filmes com indicações, adoro ver o resultado.
Fico torcendo por meus preferidos!
E como é bom ver as lendas vivas, os da “velha guarda” ainda bem faceiros entrando naquele palco majestoso.
Os apresentadores Anne Hathaway e James Franco até que mandaram bem!
Ele estava elegante, como esperado.
Como apresentadores foram morninhos, morninhos...



Melhor de tudo é ver a entrada no tapete vermelho...
Nessa hora, podemos nos maravilhar com vestidos fabulosos, (tentar copiar) e babar perante jóias fantásticas e (obviamente) inalcansáveis!
E verdadeiros horrores, óbvio... CRÍTICAS!


Quando vejo que o Kirk Douglas parecia um velho com cara de cera... Pena!
Mas poderoso, ainda...


Vejo uma medusa lá no meio, - Helena Bonham Carter - me pergunto: "essa pessoa não tem uma melhor amiga, um irmão, um estilista honesto que diga": “NÃO FAZ ISSO!”
Enfim, entre vencedores e vitoriosos, gostei do Oscar.
Natalie Portman mereceu por seu trabalho em “Cisne Negro” e estava linda com seu barrigão.
O DISCURSO DO REI não merecia melhor filme!
Colin Firth mereceu a estatueta. Mas não precisava fazer aquele discurso patético dizendo que ia se "borrar" nos bastidores...tststs..
Não foi nem um pouco “english poligth”.


ELOGIOS
Geoffrey Rush era um de meus favoritos, depois do DEUS JAVIER BARDEM.
Mas amei (QUASE) todos os looks que Anne Hathaway usou!
Mas o smoking que e seus sapatos avaliados em U$50.000 arrasaram!
O das franjas prata, super divertido!
Gwyneth Paltrow foi fantasiada de fada; pra quê? Foi promessa?!
O humorista Russel Brand podia ter tomado banho, afinal era noite de Oscar...
Helen Mirren foi de rainha da elegância, como sempre; perfeita!
O gatão Matthew McCounaghey foi ... Porquê mesmo?
Nicole Kidman; o que era “aquilo” vestido?... Igualou com Cate Blanchet; HORRORES.
Hilary Swank nem precisava mesmo jóias!...LINDA!
No meu gosto, Helle Berry usou o vestido mais glamuroso!
Soberba, linda, elegante (como sempre) e caminha flutuando...
Aquele vestido preto,  - espetacular - eu usaria bem feliz!
Tivesse eu 30 cm. de cintura a menos, claro, hahaha...
Senti falta do mestre Al Pacino; alguém o viu lá?
Até 2012!

CRONOLOGIA

Hoje conversei com a Val, uma nova amiga que vai colocar meu blog em ordem e deixá-lo com mais cara de site; bacana!



A Val é toda ecológica, artista plástica, estilosa, super inteligente e o blog dela é fascinante; logo vou apresentar!


Uma das coisas que ela me mandou fazer foi minha cronologia. Heim? Como?!
Eu:...escrever minha cronologia?!


Minha vida sempre foi uma bagunça, um caos, menina!
Não vou lembrar datas, acontecimentos, locais...
Ela pirou. Ou já é pirada; só pode.


E mais: “quem vai se interessar por ler minha cronologia ?!


Resposta da Val; “escreve e depois me manda por mail. Thcau”.
E se foi...


Passei parte da tarde tentando colocar algo coerente no papel...
Lembrar e organizar a vida da gente “dentro de um tempo” não é fácil.


O melhor de tudo: obriga a pensar e repensar certas coisas e ver que muitas vezes – a maioria – damos importância para coisas que não têm a menor importância!


Vou ter bastante trabalho pela frente, ô se vou...
No que fui me meter!

2 de mar de 2011

A CIDADE VOLTOU AO "NORMAL"

Porto Alegre estava tão gostosa... FÉRIAS!
A gente ia a um restaurante e estacionava na porta.
Até os flanelinhas pareciam estar de férias!
Pra ir a um cinema, era só chegar.
E tinha lugar pra escolher!
Num shopping, se encontrava vaga facilmente; delícia...
As pessoas pareciam estar mais gentis.
Acho que era a calmaria de quem ficava na cidade.
Dia 28 de fevereiro, reiniciaram as aulas e a cidade voltou ao "normal": CAOS.
Gente dirigindo irritada, apressada.
Ninguém mais respeita a faixa de pedestres.
Afinal, a pressa é mais importante que a lei ou que O RESPEITO.
Começo de ano é agora. Pressa.
Nervos à flor da pele.
Compromissos urgentes!
E parace, muita raiva... Será raiva de ter que voltar à vida "normal"?
Isto é normal?
Ainda teremos uma pequena trégua no Carnaval...
Fico aqui curtindo o que resta da PAZ!
Mas que venham as férias de verão urgente...
Pra poder circular mais civilizadamente.
Fui. Mas não tenho pressa!
Dou passagem apesar das buzinas furiosas atrás de mim.
Dou passagem aos idosos, com seu caminhar mais lento.
Deixo passar um cachorro meio atordoado.
Pode buzinar freneticamente atrás de mim; não dou bola.
Estou de bem com a vida e com minha consciência.
Vou ouvindo (e curtindo) música alta e com os vidros abertos!
Quem sabe contagia alguém...
GENTILEZA GERA GENTILEZA.
QUEM SABE CONTAGIA ALGUÉM...