Tânia: atriz, leal, questionadora, sincera, irônica, exigente, fácil, radical, sensível, dura, intensa, controladora, generosa, egoísta, protetora, desapegada, aberta, ermitã, sensata e aventureira. "Sou todas em Uma" BEM VINDOS!


22 de abr de 2013




SURPREENDA-ME!
Certos dias que nos perguntamos coisas sem querer respostas.

Tomar um café ao sol e encantar-se com o papo de alguém que até então nem
sabíamos que existia e valer a colher parada na borda do pires e no
esquecimento da surpresa.
Tem palavra mais bonita que “surpresa”?

Por que pessoas confirmam presença se não pretendem ir?
Que bom quando descobrimos que aquela pessoa que esperávamos e não veio,
deixou de fazer falta...
Delícia descobrir que nem queremos mais o telefonema que era tão importante!

Para que jurar amor eterno se sabemos que eterno não existe?
E para que usar tanto “nunca”? E o “jamais”, então!
Como é bom descobrir que mudamos um pouco a cada dia, porque estagnado é
lago parado. E tem limo no fundo, eca...

Qual a justificativa de achar que quem discorda de mim está errado?
Qual o problema se não comer uma maçã por dia?
De vez em quando posso querer comer “errado” uma semana inteirinha,
por pura ansiedade.
E não acredito que alguém seja realmente apaixonado por alface.
A sensação de ansiedade tem que ter (sempre) explicação?

Quando bate aquela preguiça, prefiro combater com foco no trabalho.
Nem sempre; às vezes é melhor deitar, curtir e esperar que passe...
E sem culpa!
Ah, e a culpa?  Tem gente que adora uma culpa, eu já fui adepta da dita cuja.

Quero cometer mais erros, pois só assim posso quem sabe acertar.
Quero menos promessas e mais surpresas.
Menos certezas e mais ousadias.

E só assim, talvez, quem sabe, pode ser que me surpreenda.

Tânia Cavalheiro
22 abril 2013

2 comentários:

  1. Sabe que às vezes sinto que nossos tempos são das coisas descartáveis, fugases, que nada durará prá sempre, e isso me causa um pouco de insegurança, mas lidar com essas finitudes é necessário, afinal faz parte da vida. Quando voce diz "prá que jurar amor eterno, se sabemos que o eterno não existe" ou se refere à palavras como "nunca" ou "jamais",me coloca frente à frente com a realidade, e nela fala-se muito em "ser feliz agora",numa constatação clara de que o tempo é hoje, nada de deixar prá amanhã, e como dizia o poeta "que seja eterno, enquanto dure".

    ResponderExcluir

Olá!
Por favor sinta-se livre para comentar!